quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Férias

Ola amigas , hoje estou saindo de férias e volto dia 17/01/2011,desejo a todos uma virada de ano repleta de muita luz, saúde , amor e paz, e que estes votos se estendão para o resto do ano de 2011. BJS ate dia 17/01/2011.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ceia de Natal

e
Minha irmã pensando na vida

Meu maridinho lindo
Meu lindo filho com os primos na preparação do bingo
Minha irmã Lore, num charme so
 Irmãs e meu primo Ricardo
 Meu lindo filho com os primos
 Euzinha e minha prima Ana Paula
 Final da festa minhas primas Chaene e Camila desmaiaram
 Ho dó meu marindinho também não aguentou
Eu de novo
Outra também que não aguentou Deisinha

Este ano resolvemos mudar um pouco o natal, e invés de amigo oculto, fizemos rodadas de bingo, gente foi muito bom, cada um da família contribuiu com uma quantia, ai minha irmã Raquel e minha prima Ana Paula foram as compras, muita coisa boa, como kits boticario, rasteirinhas e relogios, foi ótimo.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Presente

 Esta bolsa linda foi meu presente de amigo oculto do meu trabalho, quem faz é minha amiga Cris, que por sorte foi ela que me tirou, ela aceita encomendas, a bolsa é muito linda.

Pasta Catálogo

Está pasta foi feita para uma estudante de Pedagogia , a imagem não ficou muito boa, mais ela achou linda a pasta

Contador de Histórias Roberto Carlos

Ex-interno da Febem que teve seu caminho modificado por um encontro. Hoje ele é pai de 25  filhos adotivos, viaja o mundo para contar essa história e está em um filme com produção de Denise Fraga.



Meu lindo filho assistiu ao filme  e virou fã do Roberto Carlos. 

Roberto Carlos Ramos, 43 anos, parece ainda não acreditar que a sua história está sendo contada em um filme. Ele é o personagem principal do longa O Contador de Histórias (Warner Bros. Pictures), dirigido pelo cineasta Luiz Villaça, 43 anos, e produzido pela atriz Denise Fraga, 44 anos. Poderia ser mais uma trajetória de abandono vivido por uma criança carente que esteve na Febem (atual Fundação Casa). Mas não é. Mostra como a solidariedade deu um novo rumo à vida de Roberto (no filme, interpretado por Marcos Ribeiro, Paulinho Mendes e Cleiton Santos), pedagogo e pai de 13 jovens, todos frutos da adoção. Generosidade gerou generosidade.
Luiz conheceu Roberto graças a um livro. Nino, 11 anos, filho mais velho dele com Denise, ganhou da avó no Natal de 2001 O Contador de Histórias (Ed. Leitura, fora de catálogo), um livro para crianças escrito por Roberto. Luiz surpreendeu-se especialmente com o último capítulo, com a trajetória do contador e percebeu ali um filme. Conversaram pouco depois, em 2 de janeiro. Em 2007 começaram a rodar.
Tudo o que era filmado Luiz assistia, à noite, na companhia dos filhos. A vida de Roberto Carlos em um filme foi uma forma de abordar com sutileza temas complicados para as crianças. Perguntas nada fáceis de explicar. “Uma vez falei que criança não trabalha. Aí você sai de casa e tem uma garotada no farol. É explicar o inexplicável”, diz Denise.
 Divulgação
Imagens de bastidores e cenas do filme, que foi acompanhado de perto pelos filhos de Luiz e Denise. Ela diz que todos aprenderam com esse convívio. Acima, Roberto Carlos diverte adultos e crianças contando histórias em uma praça
A Trajetória
Roberto é desenvolto, não tem aquele jeito discreto pelo qual os mineiros são reconhecidos. Sua trajetória não começa no seu nascimento, e sim aos 6 anos de idade, quando entrou na Febem. Na década de 70 vivia com a mãe e mais oito irmãos na periferia de Belo Horizonte (MG), quando uma assistente social visitou a casa da família. “Ela convenceu minha mãe que naquela instituição eu teria uma profissão. Falou como se fosse um colégio particular do governo. Mas minha mãe não imaginava que lá as crianças sofreriam maus-tratos. Só recebia visitas uma vez por mês”, afirma Roberto. Por tudo isso, ele diz, fugiu pela primeira vez com 7 anos. Aos 9 foi transferido para o interior e perdeu o contato com a mãe. Com 13, bateu o recorde de fugas, 132 vezes, e ficou conhecido como “irrecuperável”.
Roberto não poderia prever, mas um encontro mudaria sua história. Marguerit Duvas, pedagoga francesa, visitou a Febem e conheceu o lugar pelos olhos dos funcionários. Por isso ficou surpresa quando encontrou Roberto sentado em um banco do lado de fora da instituição. Ela queria entender por que o garoto fugia tanto. Ele não titubeou. “Perguntei: ‘Eles mostraram o pau de arara para a senhora? As celas?’ Foi a primeira vez que alguém me ouviu e acreditou em mim.” Nesse encontro, Marguerit perguntou como poderia mudar a realidade daquele menino. E mudou.
Roberto foi morar com ela na França. Aprendeu a ler e escrever. No começo, conta, sentia medo de dizer que gostava dela. Aos poucos reconheceu que tinha um amor por ela parecido com o que sentimos por uma mãe.“Ela adorava ouvir minhas histórias. Os professores e meus colegas da escola diziam que eu tinha talento para fazer aquilo. Eu, que antes era considerado delinquente, passei a ser talentoso (risos).”
Depois de contar muitas histórias decidiu que era a hora de retomar a dele, e, com 19 anos, retornou ao Brasil. Estudou Pedagogia na Universidade Federal de Minas Gerais e decidiu começar por onde poucas vezes ouviu uma história: na Febem. Roberto ri quando lembra desse momento. “Tinha gente achando que eu estava tramando algo (risos).” A primeira turma abrigava nove alunos. Depois da hora do intervalo, apareceram mais de 30 vindos de outras classes. Assim as crianças aprenderam matemática e português.
Confira tambem

Confratenização do meu setor: Diretoria Oprecaional da Saúde







segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Álbum Digital Maria Eduarda






                                         Visitem meu orkut Uanda Mangabeira Melão  para ver o restante das fotos.

Clip Maria Eduarda

video
Traballho também com Videos e Albuns digitais,  e este é mais um trabalho, feito por mim.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Cartão para o Natal

http://www.scrapbookbrasil.com/resources/

Materiais:

- Placa de corte
- Lápis
- Cola
- Caneta preta
- Gabarito de círculos(bolômetro)
- Tesoura de ponta fina
- Estilete
- Furadores
- Retalhos de papéis coloridos



1. Com a ajuda de um bolômetro(gabarito de círculos),trace um círculo sobre um papel rosa claro,ou tom que se aproxime do tom de pele desejado,para fazer o rostinho.



2. Com a tesourinha de ponta fina,corte com cuidado ao redor do círculo desenhado.



3. Para começar a fazer os cabelos,corte vários círculos do mesmo tamanho que o escolhido para o rostinho,nas cores desejadas.



4. Corte um dos círculos pela metade e faça picotes na parte reta com a tesoura,para fazer a franjinha.



5. Corte um círculo de cor contrastante com o cabelo(do mesmo tamanho do rostinho) e cole atrás do rostinho deixando aparecer só a parte superior.Essa será a tiara.



6. Na frente do rostinho,logo abaixo da tiara, cole a franjinha.



7. Cole outro círculo da cor do cabelo por trás do rosto,deixando aparecer a parte superior acima da tiara.



8. Com um furador de círculos pequeno,faça as duas orelhas(ou desenhe com o bolômetro dois círculos pequenos e corte).



9. Cole cada um dos círculos pequenos no rostinho para formar as orelhinhas.



10. Para essa boneca,usei furadores de sino para o cabelo.Cortei a parte do badalo.



11. Colei um sino de cada lado do rostinho.



12. Desenhe os olhos e a boquinha,como se estivesse cantando.



13. Com um furador regular de coração,vamos fazer a golinha,colando o coração virado para baixo,abaixo do rostinho.





14. Para fazer a roupinha,desenhe um triângulo no papel da cor desejada.Corte com estilete e depois elimine a pontinha e colar na boneca.Pode enfeitar com círculos bem pequenos para formar os botões.





15. Desenhe e corte o livrinho em duas cores contrastante.Usei o branco e verde escuro. Cole um sobre o outro formando uma sombra.





16. Use um furador de mini flor e corte a flor ao meio.Cole cada uma das metades de cada lado do livrinho para fazer as mãos.





17. Cole a partitura na boneca e ela está pronta.



18. Para fazer os outros bonecos,você vai seguir os mesmos passos,variando apenas nos cabelos.Podemos usar vários tipos de furadores para isso. Vou dar o exemplo de alguns.

Com furador oval jumbo:




Com furador oval regular:




Com furadores de flor jumbo:




Use os furadores que tiver a mão,é só usar a imaginação para criar diferentes tipos de cabelos.




19. Para terminar o cartão,desenhe e corte uma árvore de natal em duas cores :verde claro e escuro.Cole uma sobre a outra formando sombra.



20. Agora é só montar o cartão com os elementos que estão prontos.



21. Enfeite as árvores com furadores de estrelas.

Eis o cartão finalizado:



Solange Marques
Membro do Time de Design
[Ver Perfil da Autora]